?>
http://buy-clomid-2013.org/ http://buylasix-2013.org/ http://buyonlinepriligy-2013.org/
26
Mai

Cidade Pedra Branca endossa Rede de Investidores Sociais criada pelo Instituto ICOM

Criada pelo ICOM – Instituto Comunitário da Grande Florianópolis, a Rede e Investidores Sociais (RIS) é um espaço social, uma forma de organizar coletivamente várias pessoas para que todas tenham oportunidade de contribuir com uma causa específica. É também um Giving Circle (Círculo de doação), um grupo de indivíduos que aportam recursos financeiros a outros e decidem coletivamente onde os mesmos serão investidos.  O papel do ICOM é contribuir para que comunidades sejam desenvolvidas através das RIS’s. E desde 2013 vem apoiando comunidades que acreditam nesta ação, como é o caso da RIS Saco Grande, da RIS ODS e agora da RIS Pedra Branca.

Por acreditar na força da coletividade de seu ecossistema, composto por mais de 70 “atores”, a Cidade Pedra Branca endossou a Rede de Investidores Sociais e estimulou a criação da RIS Pedra Branca. Um comitê – iniciado pela Cidade Pedra Branca, Impact Hub Continente e Inaitec –  já foi criado, com o apoio do ICOM. Ele irá conduzir os encontros e as iniciativas da RIS. A comunidade Frei Damião, vizinha ao bairro Pedra Branca, receberá atenção especial nesta primeira fase do projeto. O comitê já identificou nove ONG’s na comunidade, e o próximo passo será mapear os projetos, a fim de validar os investimentos que serão aplicados.

Apresentação da RIS Pedra Branca

O primeiro encontro para apresentação das informações da RIS Pedra Branca, bem como as próximas ações, serão apresentadas no dia 28 de  junho, às 19 horas no Auditório do Edifício Atrium, na Cidade Pedra Branca. O evento é gratuito e as inscrições podem ser realizadas através deste link

Como funciona?

A própria rede decide de forma colaborativa qual iniciativa e comunidade querem apoiar. Nela, além de decidirem para onde vai o investimento social, as pessoas se tornam investidores contribuindo mensalmente para a rede.

No encontro, acima mencionado, os participantes terão a oportunidade também de construir, de forma colaborativa, os próximos passos da RIS Pedra Branca, como data e periodicidade dos encontros, os projetos que terão prioridade de investimento, entre outros.

Quanto cada investidor social pode doar?

As doações de cada investidor devem ser recorrentes e mensais. São aceitos aportes de pessoas físicas ou jurídicas desde que se comprometam a participar ativamente da rede, com valores que podem variar de R$ 10,00 (dez reais) a R$ 10.000,00 (mil reais).  

As doações podem ser realizadas através da conta do Paypal -http://www.icomfloripa.org.br/rispedrabranca – ou transferência direta: Banco do Brasil, agência 5201-9, conta corrente 11077-9, em nome de ICOM – Instituto Comunitário Grande Florianópolis, CNPJ: 07.756.988/0001-62. O ICOM realiza a gestão financeira da conta, recebendo as doações e realizando as transferências de acordo com as decisões da RIS.

Até o momento, a RIS Pedra Branca já reuniu cerca de R$ 8 mil reais, em contribuições advindas dos compradores do empreendimento Pátio Civitas. Mais informações através do sitehttp://www.icomfloripa.org.br/rispedrabranca/

SERVIÇO

Evento: Apresentação da RIS Pedra Branca

Data: 28/06/2017

Horário: 19 horas

Local: Auditório do Edifício Atrium, na Cidade Pedra Branca

Inscrição: gratuito através do link https://www.eventbrite.com.br/e/rede-de-investidores-sociais-da-pedra-branca-tickets-34862427459

10
Mai

Pedra Branca estimula moradores do bairro a adotarem empreendedores do Projeto Social Good Brasil Lab

A primeira etapa do SGB Lab será realizada entre os dias 1 e 4 de junho na Cidade Criativa Pedra Branca, em Palhoça. Intitulada #sejoga, essa etapa irá reunir 50 empreendedores de todo Brasil. O objetivo do encontro/laboratório é viabilizar projetos que usam tecnologias e novas mídias para melhorar o mundo, além de orientar novos empreendedores na concepção de seus projetos.

Em sua segunda edição, a intenção da Cidade Pedra Branca com a campanha “Adote um Labber” é aproximar os moradores dos empreendedores e oportunizar a troca de experiência e vivência no bairro. “Esse tipo de ação reforça o conceito do movimento cidade criativa, que estimula a troca de ideias através do convívio entre as pessoas de diferentes áreas, potencializando a inovação e criatividade”, destaca Clarice Mendonça, gerente de Marketing da Pedra Branca.

A empresária e moradora Heloísa Coelho relata que a experiência foi muito interessante: “Adotei três mulheres e cada uma com personalidade muito diferente. Durante os dias do evento nós compartilhamos seus projetos e seus propósitos. Me senti privilegiada com a experiência”.

Já a moradora e também empresária Simone Marino ressalta que a oportunidade foi enriquecedora porque ela teve a sorte de hospedar alguém de uma região que ela não conhecia. “A Karla é de Manaus e através dela pude aprender sobre o jeito e cultura manauara. Me senti feliz em hospedar a labber porque foi uma forma de apoiar e me sentir parte desse movimento lindo que é o SGB Lab aqui na Pedra Branca.”


Qualquer pessoa interessada pode “adotar” um ou mais empreendedores. Só precisa oferecer ao labber um local para banho e para dormir. O “labber” fica envolvido o dia inteiro nas ações do laboratório do Social Good Brasil, que inicia às 8 horas e termina às 20h. A quantidade de Labber a ser adotado fica a critério da capacidade do tutor. A recompensa, sem dúvida, será a possibilidade de estar imerso na cultura do ecossistema inovador da Cidade Pedra Branca de forma mais incisiva – além, é claro, de conhecer novas culturas, novas pessoas e de estar ajudando em um projeto social.

Como adotar um Labber? Acesse: https://pt.surveymonkey.com/r/PKG6373 e demonstre seu interesse.