?>
http://buy-clomid-2013.org/ http://buylasix-2013.org/ http://buyonlinepriligy-2013.org/
30
Jun

Festival de Natação lota Complexo Aquático, da Unisul Pedra Branca

Crianças, entre 8 e 12 anos, disputaram mais de 100 provas ao longo do final de semana

Cerca de 400 crianças de toda Santa Catarina e Rio Grande do Sul participaram do II Festival Mirim Petiz de Natação 2015, no Complexo Aquático da Unisul Pedra Branca. A competição realizada nos dias 27 e 28 de junho contou com dez alunos da Pré-Equipe do Complexo Aquático. O Festival premia o clube que apresentar o melhor desfile. Nessa edição, o Clube Caça e Tiro, de Lages, levou o troféu. Também foram coletados 400 quilos de doações das famílias dos jovens atletas para serem distribuídas em instituições de caridade.

Apesar do Festival reunir crianças, para alguns pais e clubes, o treinamento da natação tem um viés competitivo. “Acompanho meu filho Matheus, de 11 anos, desde a categoria Mirim (7 anos). Agora estamos perseguindo índices que o classifiquem para o Campeonato Brasileiro”, diz Michele Muchau, de São Bento do Sul. Matheus, por sua vez, revela que treina todos os dias, duas horas por dia. “Gosto de nadar na Unisul porque tenho muita resistência e na piscina de 50 metros levo vantagem”, argumenta.

Um dos administradores do Sesi de Blumenau, Miguel Ramos, acompanhou a filha nadadora na Unisul. Sua filha de 11 anos venceu as quatro provas que disputou. “O esporte ajuda no estudo, além de outros benefícios, mas o principal é a saúde. Também gosto de vir até a Unisul porque um dia gostaríamos de construir no Sesi uma estrutura dessa”, projeta.

Os gaúchos do Grêmio Náutico União (GNU), de Porto Alegre, vieram em 58 atletas para a competição. Um dos técnicos que os acompanhou foi Fabio Lima. “A gurizada e os pais adoram vir competir na Unisul”, afirma. O trabalho do GNU com as categorias Mirim e Petiz tem foco competitivo. “Mesmo sendo crianças, o treinamento é levado a sério. É claro que tem um pouco de brincadeiras, mas a categoria Mirim pedimos que treinem no mínio três vezes por semana. Já, na Petiz, os treinos são diários”, explica.

A Pré-Equipe do Complexo Aquático iniciou a participação em competições e festivais em 2015. Nessa edição três atletas conquistaram medalhas. Laura Hammes, Tayna Laemb e Vinicius Cruz saíram do Festival com três medalhas cada. O II Festival Mirim Petiz 2015 contou com patrocínio da Jasmine e Hammerhead. A organização foi da Federação aquática de Santa Catarina com parceria do Complexo Aquático da Unisul.

Fonte: Assessoria de imprensa Unisul

22
Jun

Quarta edição do Chefs de Rua reúne 6 mil pessoas no Passeio Pedra Branca

Com ótimas opções gastronômicas, dia ensolarado e música ao ar livre o evento mais uma vez se consolidou com um sucesso

No último domingo, dia 21 de junho, foi realizada a quarta edição do festival gastronômico Chefs de Rua, no Passeio Pedra Branca, em Palhoça. Com dia ensolarado e trégua nas baixas temperaturas, seis mil pessoas participaram do evento. Cadeiras de praia e toalhas de piquenique coloriram o espaço, juntamente com muitas famílias, crianças e animais de estimação.

A música ficou por conta das bandas Jack Jones (Blumenau), Long Players (Florianópolis) e Pé na Cova (Palhoça) que descontraíram a todos com seus repertórios ecléticos. Já os lanches foram preparados por 23 renomadas operações gastronômicas que serviram pratos salgados e doces, integrando os conceitos food park e food trucks. Bebidas como sucos, águas, refrigerantes, caipirinhas, e ainda, uma variedade de cervejas artesanais foram disponibilizadas. O custo variou entre R$8 e R$18. Além disso, os lojistas gastronômicos do Passeio estavam atendendo.

O Chefs de Rua é uma iniciativa do Núcleo Gastronômico da Associação Empresarial de Palhoça (ACIP) com o apoio da Pedra Branca Cidade Criativa. Mais informações sobre o Chefs de Rua na fan page: www.facebook.com/chefsderua.

MAIS INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA:

Gisele Machado – Diretora Geral – 48 8428-9920 (VIVO)

Ariana Moreira – Coordenadora de Redação – 48 9673-9612 (TIM)

Halo Comunicação – Agência de Comunicação Integrada

Redação: 48 3093-2027 | 48 9111-3062 (VIVO)

www.halocomunicacao.com.br | agencia@halocomunicacao.com.br

Facebook, LinkedIn, Twitter, Instagram, YouTube, SoundCloud, Prezi e Skype: halocomunicacao

18
Jun

Quinta edição da Marathon Márcio May Pedra Branca reúne 610 atletas

Marcelo Moser consagrou-se como campeão da categoria Geral (Elite) concluindo a prova com o tempo de 2 horas e 35 segundos

 

No último domingo (16 de junho), 610 atletas participaram da 5ª edição da Marathon Márcio May que foi realizada na Pedra Branca Cidade Criativa pelo segundo ano.  Marcelo Moser consagrou-se como campeão da categoria Geral Pro 52K (Elite) concluindo a prova com o tempo de 2 horas e 35 segundos.  O evento esportivo é uma realização da Cicles Hoffmann, com patrocínio da Pedra Branca Cidade Criativa, Trek Bicycle Corporation e SCOTT Sports.  Para conferir o resultado de todas as categorias acesse: http://www.marciomay.com.br/DESAFIOMARCIOMAY/

Sobre Marcio May

Ciclista catarinense da cidade de Salete, representou o Brasil em três Jogos Olímpicos (Barcelona, Atlanta e Atenas). Defendeu a Seleção Brasileira durante 16 anos e conquistou várias medalhas para o país, como nos Jogos Pan-americanos de Mar del Plata na Argentina em 1995 e nos Jogos Pan-americanos de Winnipeg no Canadá. Foi campeão Panamericano de Resistência na Venezuela no ano de 1996, Tetracampeão do Tour de SC, além de outros.

11 22 44

12
Jun

Valério Gomes recebe prêmio ‘Personalidade de Vendas’ da ADVB/SC

Evento também reuniu vencedores da premiação em painel econômico e contou com seminário sobre cidades criativas.

O empresário Valério Gomes, criador do bairro sustentável Cidade Criativa Pedra Branca, recebeu na última quinta-feira (11), o Prêmio Personalidade de Vendas da Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing de Santa Catarina (ADVB/SC). Fundador e presidente da Pedra Branca Empreendimentos Imobiliários S/A e da Multilog S/A, Gomes foi escolhido pelo mercado como destaque em vendas e marketing no estado. “É uma honra receber esta premiação de uma entidade como a ADVB e um prazer enorme ver realizado o sonho de construir um bairro voltado para as pessoas. Agradeço a todos por dividirem este momento especial comigo”, disse Gomes.

O evento de premiação foi realizado no Passeio Pedra Branca e prestigiado por um grande público, formado por empresários, autoridades políticas e dirigentes de entidades empresariais. Para o presidente da ADVB/SC, Octávio Lebarbenchon Neto, o espírito empreendedor de Valério Gomes colocou Santa Catarina no mapa das cidades criativas. “A coragem de criar um espaço deste porte e com esta qualidade, nos mostrou na prática qual o novo papel das cidades no mundo. O Valério reflete exatamente a mensagem que a ADVB quer passar ao mundo empresarial, de inovação e criatividade”, destacou.

A programação contou com um painel econômico, o Fórum Perspectivas e Tendências do Mercado Brasileiro, que reuniu alguns dos empresários catarinenses que já receberam o título de Personalidade de Vendas. A instabilidade econômica do país neste ano foi o assunto principal, mas apesar do momento delicado, os empresários Carlos Amaral, Décio da Silva, Denisson Moura de Freitas, Jaimes de Almeida Junior, Jorge Savi Freitas, Natananel Souza, Ninfo König, Beto Barreiros e Vicente Donini, demonstraram otimismo, apostando na habilidade do brasileiro para enfrentar crises.

Seminário Sustentabilidade e Inovação
Na sequência da premiação, foi realizado o Seminário Inovação e Sustentabilidade. Novamente, plateia lotada para acompanhar as palestras da doutora em urbanismo, Ana Carla Fonseca Reis, e da jornalista Natália Garcia, criadora do projeto ‘Cidades para Pessoas’

As especialistas falaram um pouco sobre o conceito e a construção de ‘cidades criativas’. Segundo elas, estas cidades devem somar espaços de qualidade para propiciar maior convivência entre as pessoas, com diferenciais culturais e um ambiente de inovação.

Segundo Ana Carla, as inovações podem vir das novas governanças urbanas e da inteligência coletiva. “Todos podem ajudar a melhorar a cidade. É dar voz ao cidadão para que ele exerça de fato sua cidadania, com ideias de quem está ali vivendo o dia a dia daquele espaço”, explicou. Para Natália, quem pode ‘construir’ uma boa cidade para se viver são as pessoas que vivem ali. “Às vezes temos um super projeto, mas que não se adequa ao uso de quem está naquele espaço. As cidades podem ser pensadas como um hardware, um computador em que vamos colocando os softwares, os programas ou aplicativos que desejamos, ou seja, vamos criando soluções variadas para melhorar o uso”, comparou.